Treinador do Operário aponta pela utilização de esquema com dois zagueiros, embora adotado o 3-5-2 no jogo-treino com o Corinthians-PR

Carlos Henrique Paiva revelou que ainda não se decidiu se opta por um Operário com dois ou três zagueiros. O técnico do time ponta-grossense deixou claro que ainda pensava em adotar o 3-5-2 para a estreia do Paranaense, no dia 22 de janeiro.

Entretanto, se forem levados em consideração os testes que o alvinegro fez até o momento, o técnico do Operário parece pender para adotar o 4-4-2. Em três jogos-treinos realizados até agora, Paiva optou por iniciar os compromissos com um esquema defensivo formado por dois zagueiros.

Renato Saldanha é um dos zagueiros que vem sendo testados pelo técnico do Operário na preparação para o Estadual - Foto: Rodrigo Covolan

Renato Saldanha é um dos zagueiros que vem sendo testados pelo técnico do Operário na preparação para o Estadual - Foto: Rodrigo Covolan

Ontem o Operário enfrentou o Corinthians-PR em um jogo-treino no Germano Krüger, pela primeira vez o técnico adotou o 3-5-2, porém, Paiva usou na defesa Marcelo Carvalho, que também faz papel de volante, na prática, um esquema com três zagueiros que varia para 4-4-2 em determinados momentos. Na tarde de ontem Paiva escalou no primeiro tempo (onde costuma usar aqueles que considerados titulares) Gabriel, Renato Saldanha, Marcelo Carvalho e João Paulo; Claudio, Zé Leandro, Edson Grilo, Elvis e George; Baiano e Ícaro.

Nos jogos-treinos anteriores, o técnico operariano havia optado pelo esquema com dois zagueiros. Na terça-feira, quando encarou o time amador do Guarani, Paiva optou por escalar João Paulo e Renato Saldanha como defensores, enquanto que no compromisso em Curitiba, diante o mesmo Corinthians-PR, quem fez companhia a João Paulo foi Nelinho.

Os testes feitos até o momento também começam a indicar alguns titulares em determinados setores. Gabriel ao que tudo indica será o goleiro titular, embora Diogo tenha sido escalado contra o Guarani, enquanto que nas laterais – até por conta das poucas opções – Claudio, na direita, e George, na esquerda, são as primeiras opções do treinador alvinegro. Já no meio de campo, Elvis, enquanto Ceará segue seu tratamento, é o camisa 10, enquanto que os volantes devem ser Zé Leandro e Edson Grilo. Paiva vinha indicando que usaria Rodrigo Ribeiro entre os titulares, mas o jogador acabou deixando o clube após um desentendimento entre seu agente a direção alvinegra.

O jogo-treino de ontem à tarde terminou com vitória do Operário por 3 a 0, e amanhã a equipe de Vila Oficinas tem mais um compromisso, contra um combinado amador da cidade.

Da Redação (Diário dos Campos – 16/12/2011).

Os comentários estão encerrados.