Se a arrancada do Ope­rá­rio no Campeonato Pa­ra­naense coincidiu com o período em que o clube pode aproveitar as semanas sem rodadas nas quartas e quintas, é bom o clube se preparar para este mês, caso tente manter o ritmo acelerado do fim do primeiro turno.

A tabela do Paranaense prevê para março uma maratona para o alvinegro, com a volta dos jogos no meio de semana, além de viagens até Curitiba – duas – e Arapongas.

A tabela do Paranaense não prevê folgas, sequer pa­ra o Carnaval. Depois do com­promisso de hoje com o Co­ritiba, o alvinegro não terá muito tempo para aproveitar o feriado. Na quarta-feira o time de Amilton Oliveira encara o Cascavel, em casa, às 20h30.

Foto: DESGASTE Até o fim do mês, elenco do Operário encara maratona de jogos no Paranaense

DESGASTE Até o fim do mês, elenco do Operário encara maratona de jogos no Paranaense

De hoje até o fim do mês o clube ponta-grossense encara uma série de seis partidas em 26 dias, além de encarar uma viagem até Arapongas, ou podendo ser estendida até Paranavaí, caso o time do norte continue com seu estádio interditado.

“Vai começar a maratona de novo. Vai ser um desgas­te maior, mas a motivação é grande. Temos um jogo difícil contra o Coritiba fora e logo na sequência contra o Cascavel em casa. Mas estamos a algum tempo nesta rotina. Nosso Carnaval é o Campeonato Paranaense, a gente está focado, serão mais onze jogos para conseguir nossos objetivos”, declara Lisa, um dos integrantes do elenco que ainda não foi barrado de nenhum jogo por conta de lesão (não atuou uma partida neste Paranaense, mas porque teve de cumprir suspensão). “Dificilmente tenho lesão, problemas físicos. Costumo me preparar bem nos treinos, fazer uma boa pré-temporada. Sempre me preocupo com meu físico, o nosso corpo é o instrumento de trabalho, então tem de se cuidar”, completa o camisa 2.

Antônio Marcos, preparador físico do Operário, alerta para dois aspectos das rodadas com jogos no meio de semana.”Quando há uma semana livre tem mais tempo para a recuperação, mas em contrapartida, há o aspecto de ter aquela expectativa de não jogar, de esperar a semana toda, então o interessante é dosar, semanas com jogos no meio, e outras livres”, analisa. “Futebol é força e cobro dos jogadores, como também sou cobrado. Hoje, esporte de alto nível exige níveis absurdos do corpo humano, e micro lesões sempre acontecem, algumas vezes imperceptíveis em exames. E aí com jogos, quarta, domingo, quarta, seguidamente, e uma hora acaba ‘estourando’”, explica.

A MARATONA DO OPERÁRIO EM MARÇO
Hoje
Coritiba x Operário
09/03 – Quarta-feira
Operário x Cascavel
13/03 – Domingo
Arapongas x Operário
19/03 – Sábado
Atlético-PR x Operário
23/03 – Quarta-feira
Operário x Rio Branco
27/03 – Domingo
Operário x Roma

Por Jeferson Augusto (6/3/2011).

Os comentários estão encerrados.