Ainda que seja inferior a outros campeonatos estaduais, a média de público do Paranaense deste ano registra um sensível aumento em comparação ao torneio do ano passado. Praticamente encerrada, a primeira metade do Estadual 2011 ostenta números que apontam para um retorno do público às arquibancadas do Paraná.

Em dez jogos o Paranaense tem média de público pouco superior a 3,2 mil torcedores por partida. O Estadual do ano passado registrou um público médio de 2,8 mil espectadores, tendo o Atlético-PR como time que conseguiu atrair mais torcedores ao seu estádio.

Além de um aumento na média, a metade do Paranaense deste ano também aponta para o rubro-negro perdendo o posto de maior presença nas arquibancadas para seu maior rival. Se em 2010 o Atlético-PR encerrou o Estadual com uma média de 10385 espectadores (a maior daquele campeonato), o primeiro turno chega ao fim com o Coritiba liderando a média de público (11359 torcedores por jogo). Deve-se levar em consideração o fato do Atletiba – partida com maior público até agora – ter sido no Couto Pereira, além de uma campanha da diretoria alviverde para atrair mais sócios.

Foto: PRESTÍGIO EM CASA Operário melhorou sua média de público este ano, e tem levado cerca de 4 mil torcedores por rodada

PRESTÍGIO EM CASA Operário melhorou sua média de público este ano, e tem levado cerca de 4 mil torcedores por rodada

Entretanto, é a mudança de regulamento que pode justificar tais mudanças. No ano passado o ‘supermando’ fez com que muitos clubes, além de ter menos jogos em casa, chegasse ao fim do campeonato sem qualquer motivação e atrativo para seus torcedores.

Em comum, a metade do Paranaense deste ano e o Estadual de 2010 tem a superioridade do interior sobre o Paraná Clube em número de torcedores. Este ano o tricolor, agonizando na zona do rebaixamento, ostenta média de público inferior a Operário e Arapongas. No ano passado, o mesmo alvinegro, juntamente com Cascavel e Rio Branco superaram o Paraná em média de público.

Mais uma vez, o regulamento pode justificar a boa presença de público no interior. A fórmula deste ano, com turno e returno e todas as equipes tendo oportunidade de atuar mais vezes diante de seu torcedor – além de receber a dupla Atletiba, fato que inegavelmente atrai mais público – fez com que as médias melhorassem./

O próprio Operário apresenta números melhores sobre seus borderôs. No ano passado, o primeiro que o clube ponta-grossense disputou na primeira divisão após 14 anos, a média no Germano Krüger foi de 3968 espectadores por jogo, enquanto que até o momento o alvinegro ostenta uma média de 4590 pessoas por partida.

Até mesmo as equipes sem muito apelo popular têm mantido números superiores aos de 2010. Quando o assunto são os menores públicos, o Corinthians-PR é referência no Paranaense deste ano. O clube do Barigui tem a pior média, 531 torcedores, e o menor público, 219 espectadores contra o Arapongas. No ano passado, o Engenheiro Beltrão protagonizou momentos constrangedores, ao, por exemplo, ter 16 pagantes em uma partida (contra o Serrano), e uma média de 163 espectadores por partida.

AS ARQUIBANCADAS DO PARANAENSE ATÉ AGORA
PÚBLICO TOTAL: 192.487
MÉDIA DE PÚBLICO: 3.208
ARRECADAÇÃO TOTAL: R$ 3.132.405,00
MÉDIA DE ARRECADAÇÃO: R$ 52.206,75

MAIORES MÉDIAS DE PÚBLICO:
Coritiba – 359
Atlético – 9.591
Operário – 4.590
Arapongas – 2.941

MENORES MÉDIAS DE PÚBLICO:
Corinthians – 531
Iraty – 793
Cascavel – 951
Cianorte – 968

MAIOR PÚBLICO:
27404 Coritiba x Atlético-PR

MENOR PÚBLICO:
219 Corinthians-PR x Arapongas

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 27/2/2011).

Os comentários estão encerrados.