O Operário Ferroviário mais uma vez decepcionou a torcida em casa. A equipe perdeu para o Roma, no último domingo, por 3 a 2, caindo para a terceira posição da tabela. Mesmo com a derrota, o Operário mantém campanha de melhor do interior. Mas a chance de conquistar o título do segundo turno está mais difícil e ele praticamente deu adeus ao sonho de conquistar uma vaga na grande final do Paranaense 2011. O Operário manteve os 10 pontos enquanto o líder Coxa tem 18, faltando apenas 5 rodadas para o final do Campeonato. O Fantasma entra em campo novamente no domingo (3) contra o Paranavaí, às 15h30, no Estádio Olímpico Regional.

DISTÂNCIA Com a derrota, o Operário fica 8 pontos atrás do líder e perde a vice-liderança do 2º turno

DISTÂNCIA Com a derrota, o Operário fica 8 pontos atrás do líder e perde a vice-liderança do 2º turno

No início da partida, os donos da casa pressionaram o adversário e chegaram ao primeiro gol com 16 minutos de jogo. Após ser derrubado dentro da área, Dhiego Martins foi para a cobrança de pênalti e mandou a bola pro fundo das redes. Aos 39 minutos do segundo tempo, Zé Leandro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O empate do Roma veio apenas aos 30 minutos da etapa final. Rogerinho, também de pênalti, deixou tudo igual na Vila Oficinas. Quatro minutos depois, Ceará marcou para o Operário. Quando muitos davam a partida por encerrada, veio a virada do Roma. Aos 44 minutos, no contra-ataque, Rogerinho voltou a marcar. Nos acréscimos, Alex confirmou a vitória ao visitante.

Para o goleiro Ivan, a diferença de um jogador a menos em campo foi decisiva para o resultado. “Perdemos um jogador e tivemos só que defender. A equipe lutou do começo ao fim, mas não conseguimos a vitória”, comentou ao fim da partida. Outro motivo apontado pelo jogador foi a arbitragem. “Fomos prejudicados pela arbitragem que não apitou alguns lances”, fala. Para ele, o Roma soube aproveitar a vantagem e agora o Operário precisa recuperar o foco e concentrar os esforços para o próximo jogo. “Sabemos que todos os jogos serão difíceis, por isso é preciso trabalhar esta semana para corrigir as falhas e manter o foco no Paranavaí, que também briga por posições”, diz. O Paranavaí é o quarto colocado da tabela, também com 10 pontos.

O técnico do Operário, Amilton Oliveira, diz que a expulsão de Zé Leandro comprometeu o planejamento feito a partir dos treinamentos da semana. “Não consegui fechar o meio-de-campo. Não tinha nenhum dos jogadores no meio com habilidade para contensão”, comentou durante a entrevista coletiva.

Segundo ele, o time conseguiu fazer jogadas importantes, mas quando perdia a bola não conseguia recuperar e acabou sofrendo gols. Para Oliveira, faltou competência para administrar o resultado.

De acordo com o treinador, o Fantasma deverá intensificar os trabalhos da semana para vencer o Paranavaí fora de casa. “estamos chateados com o resultado, mas na campanha do time foram duas derrotas e um empate. O restante foi vitória”, diz.

O resultado quebrou a sequência de derrotas do time apucaranense que salta na tabela e foge das imediações da zona de rebaixamento.O Roma agora é o 8º com 7 no segundo turno. O Roma também volta a campo no domingo, em Cianorte, contra o time local.

Por Paula Schamne (Diário dos Campos – 29/3/2011).

Os comentários estão encerrados.