Elenco do Operário para o Paranaense já perdeu seis jogadores antes do início do Estadual; redução salarial é principal inimigo

O Operário não estreou no Campeonato Paranaense, não fez sequer um amistoso ou jogo-treino, mas já acumula um número significativo de perdas em seu elenco. Desde que foi anunciado o grupo de atletas para a disputa do Estadual, seis nomes já deixaram Vila Oficinas (alguns deles sequer pisaram no estádio time ponta-grossense antes de anunciar sua saída).

A mais recente baixa foi o atacante Mateus. O jogador comunicou sua saída do Operário ontem, alegando que recebeu uma proposta do Atlético de Ibirama, equipe que disputa a segunda divisão do Campeonato Catarinense.

Grilo foi uma das novidades do coletivo de ontem, treinando entre os titulares - Foto: Rodrigo Covolan

Grilo foi uma das novidades do coletivo de ontem, treinando entre os titulares - Foto: Rodrigo Covolan

Não foi a primeira vez na pré-temporada em que a direção do Operário se viu nesta situação, perdendo jogadores por conta de ofertas melhores de outras equipes. Para o Paranaense, a direção do time ponta-grossense decidiu reduzir sua folha salarial, e a ‘readequação financeira’, como foi denominada pela diretoria, é o principal motivo de tantas baixas. “Era um risco que se corria. Se o jogador vai ganhar mais do que aqui não podemos cobrir. Não vamos entrar em leilão por nenhum atleta”, explica o diretor de futebol do Operário, Maurício Barbosa.

O dirigente afirmou que o anúncio da saída de Mateus pegou a direção alvinegra de surpresa, já que a renegociação com o atleta se estendeu por vários meses, com o próprio atacante inicialmente relutando em aceitar reduzir seu salário, para em seguida entrar em acordo, garantido que ficaria no Operário no ano do centenário do clube. “Era esperado que tivéssemos algumas baixas nesse período, mas dele, especificamente, não esperava”, comenta Barbosa. O diretor afirma que já estuda alguns nomes de jogadores para repor a vaga deixada no ataque.

Time titular
Na tarde de ontem o técnico Carlos Paiva comandou um treino coletivo, onde já foram sinalizadas algumas mudanças em decorrência da saída de Mateus. Antes, o treinado esboçava o alvinegro com três atacantes, com Baiano e Ícaro fazendo companhia ao agora ex-jogador do Operário.

Ontem, Paiva escalou o time titular no 4-4-2, além de ter alterado o meio de campo, que foi formado por Zé Leandro, Edson Grilo, Normano e Elvis.

Para amanhã, o técnico do Operário terá a primeira oportunidade para avaliar seu elenco. O alvinegro fará um jogo-treino com o Corinthians-PR, no Eco-Estádio, a partir das 16 horas.

Quem já deixou o Operário:
Fabrício – Goleiro, não aceitou redução salarial
Thiago Silva – Lateral, sequer chegou a se apresentar ao alvinegro
Cícero – Volante, tinha contrato com o alvinegro, mas rescindiu
Serginho Paulista – Volante, recebeu proposta maior do Londrina
Luciano – Atacante, foi para a A2 do Campeonato Paulista
Mateus – Atacante, optou por defender o Atlético Ibirama (SC)

Da Redação (Diário dos Campos – 7/12/2011).

Os comentários estão encerrados.