Arbitral do Campeonato Paranaense define cotas publicitárias e rejeita verba pública da Copel

O arbitral do Campeonato Paranaense terminou, como já antecipava o presidente Carlos Roberto Iurk, sem muitas conclusões. O pedido da direção alvinegra, de estrear contra Atlético-PR ou Coritiba, em casa, não foi nem atendido nem negado, já que a tabela deve ser finalizada somente dentro de um período de duas semanas.

Iurk deixou arbitral sem confirmação de estreia no Estadual e vaga na Copa do Brasil

Iurk deixou arbitral sem confirmação de estreia no Estadual e vaga na Copa do Brasil
Foto: Rodrigo Covolan

A reunião realizada na tarde de ontem na sede da Federação Paranaense de Futebol (FPF) contou com os representantes de doze equipes, além do Rio Branco, para debater os detalhes do Estadual do ano que vem.

Entre as poucas definições, está a verba das placas publicitárias nos jogos do Paranaense, que será repassada aos clubes. Cada representante irá receber um total de R$ 120 mil, valor considerado ‘bom’ pelo presidente do Operário. “É um dinheiro que vai nos dar uma boa ajuda, e dentro daquilo que a gente esperava”, analisou.

Já uma eventual verba vinda da Copel, de um total de R$ 500 mil, foi desmentida durante o arbitral pelos representantes da Federação Paranaense. “Isso não existe e nunca existiu. Ninguém sabe de onde surgiu este boato, mas não vai haver verba nenhuma da Copel”, repassou Iurk.

Quanto à Copa do Brasil, assunto ‘particular’ que o Operário levou até à Federação, também não houve qualquer novidade. A explicação que o mandatário do clube de Vila Oficina recebeu da FPF é que existe a dependência da CBF para definir quantas vagas o Estado terá na competição nacional, para aí sim, distribuir as vagas.

Ontem também foram definidos os nomes dos jogadores que irão iniciar a pré-temporada do Operário, em Tibagi, no dia 9. Foram contratados os goleiros Ricardo Villar, Diogo (Resende-RJ) e Tiago Fernandes (Metropolitano-SC); os zagueiros Henrique (Santo André-SP e que defendeu o Operário em 2009) e Renato Saldanha (Icasa-CE); os laterais Jeferson (Cerâmica-RS) e Tuta (Ypiranga-RS) e Tiago Silva (Juventude RS); os volantes Normando (Sampaio Correa-MA) e Rodrigo Ribeiro (América-SP); o meia Jucian (CFZ-RJ); o atacante Tiago Henrique (Metropolitano-SC), além de Baiano, que já havia sido confirmado anteriormente.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 5/11/2011).

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário garante R$120 mil