Premier Soccer passa a ser apenas investidora do futebol do Operário, e gestão fica sob total responsabilidade do clube

Pela primeira vez em quatro anos, o Operário passa a ser responsável pela gestão do futebol no Operário. Com o fim da campanha na Série D do Campeonato Brasileiro, onde o alvinegro encerrou com vitória por 3 a 0 sobre o Mirassol, no Germano Krüger, a direção do clube anunciou os próximos passos do clube.

A Premier Soccer, que até então era responsável pelo futebol no clube, deixa a função para ser um investidor no clube. A gestão do futebol a partir de agora fica sob inteira responsabilidade da direção do Operário. Desde 2007 o presidente Carlos Roberto Iurk firmou parcerias onde terceirizava a gestão do time profissional, algo que a partir de agora ficará a cargo do próprio clube. Iurk admite o desafio, não esconde a responsabilidade, mas garante que o clube está pronto para andar com as próprias pernas, e já fala em buscar patrocínios e mais investidores para bancar o Operário justamente no ano em que completa 100 anos de fundação. “Vamos buscar patrocínios, para que venham novos investidores. É um desafio a mais, uma responsabilidade muito grande, não temos competência financeira para tocar tudo isso sozinho”, disse o mandatário alvinegro. “Já existem interessados (em investir no Operário), mas é preciso avaliar, e nos próximos dias talvez existam mais novidades”, completou.

Premier Soccer, de Jair Pereira e Tito Araújo, deixa gestão e Carlos Roberto Iurk assume responsabilidade - Foto: Fabio Matavelli

Premier Soccer, de Jair Pereira e Tito Araújo, deixa gestão e Carlos Roberto Iurk assume responsabilidade
Foto: Fabio Matavelli

De acordo com o presidente do Operário, a gestão do futebol por parte da Premier Soccer estava firmada em contrato, e o rompimento não acarretou multa, já que a decisão foi tomada por parte dos empresários.

Embora a decisão foi anunciada em uma coletiva onde, além de Iurk, também estavam o manager Jair Pereira e o supervisor Tito Araújo, apenas o presidente e o Jair deram mais declarações.

Na análise de Jair Pereira, os erros cometidos no planejamento para a Série D foram cruciais para o fracasso da campanha alvinegra. “Foi uma semana difícil para todos, mas a responsabilidade é de todos nós. Fizemos um bom trabalho no Paranaense e achamos que já íamos classificar, falamos em Série C, Série B. Houve erros e agora é hora de avaliar e aprender com eles”.

O que muda?
As decisões finais sobre contratações, dispensas de jogadores e comissão técnica, e outras tarefas, ficam sob responsabilidade da direção do Operário.

A presença de Carlos Roberto Iurk, até então pouco efetiva no futebol profissional, tende a ser maior.

A Premier Soccer se torna investidora e espera retorno com a negociação de jogadores. Caso semelhante que acontece com a LA Sports e equipes como Avaí e Coritiba.

A presença de Jair Pereira no Operário é incerta, já que ele é funcionário da Premier Soccer.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 20/9/2011).

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário assume gestão do futebol