Carlos Henrique Paiva, que treinava a equipe sub-20 do Operário, assume o lugar de Amilton, demitido na noite de segunda

Amilton Oliveira falou em ‘honra’ para permanecer no Operário até o fim do Campeonato Brasileiro. Os gestores do clube não aceitaram o discurso e na noite de segunda-feira, após uma extensão reunião, decidiram pela demissão do treinador.

Em seu lugar, os dirigentes promoveram Carlos Henrique Paiva, que treinava a equipe sub-20 em Vila Oficinas. Apresentado na manhã de ontem, Paiva assume o Operário em momento delicado. Praticamente eliminado da Série D do Campeonato Brasileiro, o alvinegro ainda não venceu na competição nacional, tendo conseguido apenas um ponto, campanha que o põe na lanterna no grupo A7.

DISCIPLINA Carlos Henrique Paiva se disse pronto para assumir o Operário e prometeu disciplina no elenco alvinegro

DISCIPLINA Carlos Henrique Paiva se disse pronto para assumir o Operário e prometeu disciplina no elenco alvinegro

Em sua chegada, Paiva afirmou que não pretende promover os jogadores com que trabalhou no time sub-20, e ainda prometeu empenho no segundo turno da fase inicial da competição. “O momento agora é trabalhar com o que nós temos. Nosso momento é de falar menos e trabalhar mais. Prometo trabalho”, disse o novo comandante alvinegro.

Como técnico do sub-20 do Operário, Carlos Paiva disputou o Campeonato Paranaense, competição ainda em andamento, onde, na primeira fase, conseguiu o segundo lugar em sua chave, desbancando o Paraná Clube. Na segunda fase, ainda se desenrolando, o sub-20 alvinegro ocupa a segunda colocação, com uma campanha de três vitórias e dois empates, e uma derrota.

Com estágios em equipes como Coritiba e Internacional, Paiva se definiu como um ‘estudioso do futebol’, e prometeu disciplina no atual elenco do Operário. “O torcedor pode ter certeza que tenho maturidade em relação a comando e disciplina. Por isso enfrento esse desafio, o momento é esse, para desenvolver todo esse aprendizado”, disse.

Amilton Oliveira deixa o Operário após uma passagem de altos e baixos. Questionado antes mesmo do início do Campeonato Paranaense, Oliveira superou as desconfianças e foi considerado um dos melhores treinadores do Estadual, na melhor campanha que o alvinegro teve nas duas últimas décadas. Porém, a má campanha do Operário na Série D, e o fracasso em casa para o Oeste, tornaram a situação de Amilton em Vila Oficinas praticamente insustentável.

A campanha de Amilton no Operário em jogos oficiais foi de doze vitórias, cinco empates e nove derrotas, além do terceiro lugar no Campeonato Paranaense e o vice na Decisão do Interior. Além de Amilton, a direção do Operário também informou que Marco Aurélio, seu auxiliar, também foi desligado do clube.

Amistoso
Inicialmente agendado para este fim de semana, o amistoso (sem adversário confirmado) foi cancelado pela direção do Operário. O pacote de ingressos antecipados vendido pelo clube contemplava um ingresso para o jogo do fim de semana, e pela manhã de ontem, a direção alvinegra prometia um esclarecimento aos torcedores que adquiriram o pacote. Porém, até a noite de ontem, nenhuma explicação havia sido divulgada.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 17/8/2011).

Os comentários estão encerrados.