Alvinegro tem de fazer contas e torcer por tropeços de primeiros colocados para vislumbrar classificação para a segunda fase da Série D

Com um ponto somado em três jogos, o Operário precisa da calculadora para analisar sua situação na primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Na lanterna de seu grupo, a equipe ponta-grossense sabe que precisa somar o número máximo de pontos possíveis, se quiser avançar na competição, mas também não pode deixar de acompanhar os resultados dos seus adversários, de preferência, torcendo por eventuais tropeços dos primeiros colocados.

PRIORIDADE Jogos em casa são essenciais para o Operário seguir vivo na disputa pela classificação à 2ª fase

PRIORIDADE Jogos em casa são essenciais para o Operário seguir vivo na disputa pela classificação à 2ª fase

O prognóstico, ainda pouco claro já que o primeiro turno da primeira fase sequer terminou, é de que se quiser se classificar para a fase seguinte da quarta divisão nacional, o time ponta-grossense terá de somar os nove pontos em jogo no Germano Krüger, e ainda conquistar ao menos um ponto nas duas partidas que ainda fará como visitante na competição (contra Cene e Oeste de Itápolis).

Fundamental para as pretensões alvinegras na competição será a série de confrontos contra o Oeste, de Itápolis. Espécie de ‘mata-mata’ antecipado, o duelo entre os dois times ocorre primeiro em Vila Oficinas, no dia 14, após o alvinegro folgar mais um fim de semana, no dia 27, no interior paulista.

O Oeste ocupa a segunda posição no grupo A07, com três pontos a mais que o Operário. Entretanto, pesa contra a equipe de Amilton Oliveira o fato de termais cinco jogos até o fim da primeira fase, enquanto que a equipe de Itápolis terá uma partida a mais para disputar. Com isso, cabe ao alvinegro, além de somar o máximo de pontos possíveis, torcer por eventuais tropeços dos primeiros colocados.

O Cene, primeiro lugar isolado da chave, abriu certa vantagem sobre o Operário, não apenas por ter mais seis pontos do que a equipe ponta-grossense, mas também por ter arrancado três pontos no duelo entre as duas equipes, no Germano Krüger. Os dois times ainda voltam a se enfrentar nesta Série D, no dia 11 de setembro, em Campo Grande.

Para a ‘folga’ que o alvinegro terá na tabela, a direção do Operário agendou um amistoso, confirmado na noite de ontem. O alvinegro encara o time do Cambé, no sábado, às 15 horas, no Germano Krüger.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 3/8/2011).

Os comentários estão encerrados.