Quarto pior time da Série D, Operário está praticamente fora da briga por uma vaga nas oitavas de final; Amilton Oliveira fala em ‘honra’ para permanecer no clube

Eram planos ambiciosos os que o Operário traçava para este segundo semestre. Os novos gestores do clube ponta-grossense viam os últimos seis meses deste ano como o início de um planejamento que mencionava como meta principal a participação na Série B nacional em até três anos.

Porém, com a derrota por 2 a 0 para o Oeste de Itápolis, no Germano Krüger, no último domingo, todas estas ambições terão de ser revistas. A lanterna do grupo A7 reduz a quase zero as chances de classificação do time de Vila Oficinas para as oitavas de final da quarta divisão nacional. Com um ponto, o Operário vê Cene, Oeste e Mirassol, com sete pontos, nas três primeiras colocações. Porém, no próximo fim de semana o alvinegro folga na rodada, e a distância para as primeiras posições aumenta, tornando as chances de classificação apenas matemáticas (a classificação viria somente se o Operário vencesse todos os jogos, e ainda fosse beneficiado por outras combinações de resultados).

MAIS UM Operário sofreu mais uma derrota e está praticamente eliminado na Série D - Foto: Rodrigo Covolan

MAIS UM Operário sofreu mais uma derrota e está praticamente eliminado na Série D
Foto: Rodrigo Covolan

A situação delicada no grupo fez com que elenco e treinador do Operário ‘jogassem a toalha’ ao fim da derrota para o Oeste. ‘Terminar com dignidade’, ‘cumprir tabela’, foram algumas das frases ditas pelos alvinegros após o revés em casa.

Amilton Oliveira foi outro que admitiu o fim das chances de classificação por parte do Operário, mas garantiu que se depender dele, não haverá troca de técnico, pelo menos até o fim da participação da Série D. “Não é aquilo que a gente esperava. Não sou covarde, se for da vontade da direção, fico até o final. Seria cômodo ir embora agora que não tenho chances. É difícil motivar os jogadores, mas somos profissionais, temos compromisso, e agora é até uma questão moral”, disse.

A campanha alvinegra na Série D até o momento é a quarta pior entre os 40 participantes da competição nacional. Ao fim do primeiro turno, o time conseguiu somar apenas um ponto e marcar um gol, tendo sido vazado seis vezes.

No próximo fim de semana o Operário folga na Série D, e em tese haveria um amistoso marcado para esta data. A direção ainda não definiu se tal jogo haverá, e tampouco quem seria o adversário.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 16/8/2011).

Os comentários estão encerrados.