Sem mais testes para fazer, Amilton Oliveira busca últimos ajustes antes da estreia na Série D, no domingo

O Operário a partir de agora entra em contagem regressiva para a sua estreia na Série D do Campeonato Brasileiro. A vitória por 3 a 2 sobre o Juventus de Jaraguá do Sul, de Santa Catarina, no último domingo, foi o último teste da equipe ponta-grossense antes de iniciar sua campanha na quarta divisão nacional.

De hoje até domingo, Amilton Oliveira terá de buscar os ajustes finais para sua equipe para o confronto com o Mirassol. Pesa contra o treinador o fato de ter feito poucos testes até o começo da competição nacional. Embora tenha mantido a base do primeiro semestre, o técnico admite que ainda falta dar um ritmo melhor à sua equipe.

RETA FINAL Vitória em amistoso foi último compromisso do Operário antes de estrear na Série D - Foto: Josué Teixeira

RETA FINAL Vitória em amistoso foi último compromisso do Operário antes de estrear na Série D
Foto: Josué Teixeira

As dificuldades que o alvinegro enfrentou no amistoso de domingo não agradaram a Amilton, que não terá outras opções, com exceção dos treinos ao longo da semana, para testar as opções para a equipe. Ceará, Mateus e Edson Grilo, que não atuaram no domingo, ao menos, devem ter condições de jogo para domingo.

A defesa, com Nelinho e ainda a dúvida do técnico se opta por André ou João Paulo, é o alvo das principais dúvidas do técnico. Curiosamente, os dois zagueiro escalados para o jogo de domingo foram autores de gols no amistoso. Nelinho abriu o placar, de cabeça, mas em seguida, marcou um gol contra. João Paulo marcou o segundo do alvinegro, antes, a equipe catarinense havia obtido a virada. O gol da vitória no amistoso foi marcado por George, que atuou improvisado no meio de campo, cedendo espaço para Fabiano na ala esquerda. O confronto de domingo, que também serviu para o clube apresentar seu elenco do segundo semestre à sua torcida, teve um público de pouco mais de 900 pessoas.

A estreia do Operário na Série D será domingo, diante o Mirassol, às 16 horas, fora de casa. Até lá, Amilton Oliveira deverá comandar pelo menos mais cinco dias de treinos, antes de embarcar para o interior paulista. A chegada de reforços, pelo menos por enquanto, está descartada, já que a diretoria do clube, embora tenha tentado, explica o técnico, não conseguiu encontrar nenhuma opção, principalmente para o meio de campo, alvo das buscas dos gestores do clube.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 12/7/2011).

Os comentários estão encerrados.