A partida contra o adversário direto na tabela de classificação era difícil. Para piorar, o Operário Ferroviário não fez uma de suas melhores apresentações. Mas o principal destaque do jogo contra o CENE, no Mato Grosso do Sul, foi o péssimo trabalho da arbitragem, que anulou um gol legal, não marcou um pênalti claro e ainda expulsou um jogador do Fantasma em uma jogada duvidosa. No final, o Operário perdeu a partida pelo placar de 3 x 1 e deu adeus às chances de classificação para a próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série D.

A equipe de Vila Oficinas, comandada pelo técnico Igor, saiu atrás no placar. Logo aos 15 minutos da primeira etapa o atacante Wanderson marcou para o time do Mato Grosso, numa jogada onde a zaga do Operário falhou e abriu muito espaço para os adversários. No início do segundo tempo, o lateral direito China empatou o jogo e encheu de esperança os torcedores do Fantasma. Mas, aos 25 minutos da etapa final, o meia-atacante Serginho colocou novamente o CENE em vantagem.

Após sofrer o gol, o Operário foi para cima e teve chances reais de igualar o placar. No entanto, quando pressionava o adversário, o time de Ponta Grossa teve um pênalti claro a seu favor ignorado pela arbitragem. Não bastasse a falha, aproximadamente 10 minutos depois, o mesmo trio de arbitragem anulou um gol legal do Fantasma apontando impedimento numa jogada de linha de fundo.

Depois desses episódios, o CENE teve novas chances e não desperdiçou, ampliando o placar para 3 x 1, com o gol de Willian, aos 48 minutos da etapa complementar.

O Operário Ferroviário vai se despedir do Campeonato Brasileiro da Série D no próximo domingo, em casa, no Estágio Germano Krüger, contra o Mirasol. A equipe do interior paulista está na liderança do Grupo A7 do Campeonato Brasileiro da Série D e já garantiu classificação para a próxima fase da competição.

Enquanto isso, o Fantasma começa a se preparar para a disputa do Campeonato Paranaense de 2012.

Por Marcos Silva (Diário dos Campos – 11/9/2011).

Uma resposta a Diário dos Campos: Arbitragem erra muito e Operário perde as chances de seguir na Série D