Se já não poderia contar com uma de suas principais peças do meio de campo, o técnico Amilton Oliveira arrumou mais um problema para o jogo de amanhã contra o Iraty. No treino – o último antes da 9ª rodada – coletivo que consolidaria o time titular da partida no Germano Krüger, Mateus sentiu dores na coxa e passou a ser dúvida.

Caso o atacante – que passou a ser uma das principais referências do time – não jogue, Amilton terá de optar entre Diego Martins e Osmar. Se de fato ficar fora, Mateus será o terceiro desfalque no Operário para amanhã. Ceará, um dos destaques do meio de campo alvinegro, fica de fora, impedido por uma cláusula contratual, enquanto que Gilson cumpre suspensão pelo terceiro amarelo.

Foto: SENTIU Mateus sentiu dores no último treino antes do confronto contra o Iraty e pode ficar fora

SENTIU Mateus sentiu dores no último treino antes do confronto contra o Iraty e pode ficar fora

Em seus lugares entram Rodolfo, que estreia pelo Operário após uma temporada no futebol de Santa Catarina, e Serginho Catarinense, que deve jogar mais avançado. Com a confirmação de Catarinense, o meio de campo alvinegro terá quatro jogadores que atuam, ou já atuaram como volantes. Edson Grilo, antes meia, passou a desempenhar esta função este ano, e domingo irá mais uma vez atuar como primeiro volante. Já Serginho Catarinense, embora tenha sido designado para atuar mais à frente, também já jogou com características mais defensivas (como ‘falso volante’, em sua definição, onde saía mais para a armação de jogadas). Serginho Paulista e Cambará, que completam o setor, também são volantes.

Ainda assim, Amilton Oliveira rechaça um meio mais recuado e defensivo amanhã. “Em Cianorte os gols saíram de jogadas armadas por esses jogadores (volantes). A gente quer aproveitar as características, defensivas e ofensivas. É o que eu costumo dizer, futebol é função e não posição. Estes jogadores possuem boa técnica tanto na parte ofensiva quanto na defesa”, argumenta.

Com a volta do Operário à sua casa após dois jogos fora – ambos com vitória –, também retorna a questão das más apresentações em casa. O treinador crê que o confronto de amanhã é a grande oportunidade dos jogadores apagarem a imagem deixada pelas três derrotas diante de seu torcedor. “Os tabus estão aí para serem quebrados. A gente espera que finalmente venha essa vitória e que os jogadores tenham tranquilidade, porque já não é mais uma questão tática e técnica. Não vamos prometer vitória, mas uma equipe muito aguerrida”, promete.

Ingressos
Com expectativa de casa cheia amanhã, a diretoria já disponibiliza desde quarta-feira os ingressos para o confronto entre Operário e Iraty. A carga máxima, de 8620 ingressos foram colocados à venda, sendo que 500 destes serão para os torcedores visitantes. A partir de hoje as entradas poderão ser encontradas nas bilheterias do Germano Krüger.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 19/2/2011).

Os comentários estão encerrados.