O que havia sido indicado ao fim do Campeonato Paranaense, foi confirmado na antevéspera da primeira partida da ‘Decisão do Interior’. Pela manhã de ontem, horas antes do Operário embarcar para Cianorte onde faz o primeiro confronto diante a segunda melhor equipe de fora da capital do estado, Amilton Oliveira confirmou que irá permanecer à frente do clube na Série D do Campeonato Brasileiro. “Vou ficar. Foi nos apresentada uma proposta de planejamento, não apenas para mim mas para toda a comissão técnica e vamos dar continuidade ao trabalho que já vem sendo feito”. Além de Amilton, os demais integrantes da comissão técnica também devem ficar a para o segundo semestre.

FICA Amilton Oliveira seguirá à frente do Operário no segundo semestre

FICA Amilton Oliveira seguirá à frente do Operário no segundo semestre

Após a vitória contra o Corinthians-PR no último domingo, Amilton já havia indicado que deveria permanecer no clube. Durante a semana as negociações com os gestores de futebol do Operário se desenrolaram e ontem enfim foram findadas as dúvidas sobre a permanência do treinador em Vila Oficinas.

Ao confirmar sua renovação, Amilton citou melhorias prometidas na estrutura – e uma de suas exigências para permanecer no clube – e ‘planejamento a longo prazo’. O treinador lembrou que o preparador físico Antônio Marcos Santos Ferreira deverá firmar nos próximos dias uma parceria com a UEPG para atividades de fisiologia, e além disso, os custos para equipar a academia do clube já estariam sendo levantados.

Amilton ainda citou que já possui um ‘banco de dados’ a respeito de possíveis contratações para o segundo semestre. “A gente tem um levantamento de alguns jogadores que jogaram contra nós e de outros lugares. Isso é normal em fim de temporada, chegada de novos, saída de alguns”.

Porém, o técnico tenta manter o foco apenas nos dois jogos contra o Cianorte, válidos pela Decisão do Interior. “O primeiro tempo vai ser lá e o segundo aqui. A equipe tem que entrar mais ligada, focada. Perdemos um jogo aqui em que eles aproveitaram as únicas oportunidades”, relembra o treinador.

Para a partida de amanhã, Amilton confirmou o time titular, com Ivan, Lisa, Vinícius, Alisson e Rodolfo na defesa. O meio de campo terá Zé Leandro, Serginho Paulista, Cambará e Ceará. Na frente, Mateus retorna após cumprir suspensão e fará dupla com Ícaro.

Contestado, técnico virou destaque
Contestado antes e durante o Campeonato Paranaense de 2011 por parte da torcida, Amilton Oliveira encerra o Estadual como um dos poucos que não deixaram o cargo no meio da competição – outro em situação semelhante é justamente Ronaldo Bagé, do Cianorte, adversário de amanhã.

Além da sobrevida na dança de técnicos que atingiu oito das doze equipes, Amilton Oliveira ainda viu seu nome ser indicado como melhor treinador do Estadual, pelo prêmio realizado pela RPC, emissora que detém os direitos de transmissão do Paranaense.

Criticado antes do Estadual por não ser ‘conhecido’ no futebol paranaense, Amilton ainda teve de conviver em alguns momentos da partida com vaias e gritos de ‘burro’ vindo de alguns setores do Germano Krüger. O ápice da relação conturbada em Vila Oficinas foi quando Amilton, infeliz com ofensas racistas por parte de alguns torcedores, colocou seu cargo à disposição.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 7/5/2011).

Os comentários estão encerrados.