Fantasma faz 3 x 0 sem dificuldades. Amilton Oliveira aponta falhas e diz que grupo vai evoluir

O primeiro teste do Operário antes da temporada 2011 terminou em vitória, mas serviu para evidenciar os erros e carências da equipe. Jogando no estádio Hilário Horning, em Reserva (PR), onde faz a pré-temporada, o Fantasma venceu o Serrano, de Prudentópolis (PR) por 3 x 0, com gols de três estreantes. Diego Palhinha, Bruno e Kanela.

O desempenho das duas equipes foi bastante prejudicado pelas péssimas condições do gramado, bastante prejudicado pela chuva intensa que caiu em Reserva durante toda a semana. A realização do amistoso esteve ameçada até a manhã de sábado, quando o sol apareceu e a programação foi mantida.

Jogo: Palhinha, a direita, pegou o rebote e marcou o primeiro gol da temporada 2011

Palhinha, a direita, pegou o rebote e marcou o primeiro gol da temporada 2011

Cerca de 300 pessoas, entre moradores de Reserva e torcedores ponta-grossenses acompanharam o jogo e viram um Operário ainda sentindo os efeitos dos constantes treinos físicos e da carência de entrosamento.

O primeiro gol saiu aos 12 minutos da etapa inicial e em jogada de bola parada. Palhinha sofreu falta na entrada da área. Rilber bateu, o goleiro Val espalmou e Rilber bateu novamente, para outra defesa do goleiro do Serrano, aí Palhinha apanhou o rebate e tocou para o gol.

O segundo também foi conseguido no primeiro tempo, aos 25 minutos. Em cobrança curta de escanteio, Palhinha e o lateral-direito Bruno tabelaram, Bruno aproveitou o espaço dado pela zaga do Serrano e bateu de fora da área, sem chances para Val. O belo gol motivou o jogador, que tem apenas 20 anos e veio do Marítimo de Portugal.

Com substituições ilimitadas, os dois técnicos modificaram bastante os times no segundo tempo. Tanto Amilton Oliveira, do Operário, como Joel Preisler, do Serrano, optaram por dar chances a praticamente todos os atletas relacionados.

E o terceiro gol do Fantasma saiu já na reta final do amistoso. Aos 32 minutos, Gilson cruzou da esquerda para Kanela, que foi agarrado e derrubado por Jhonatan. Penâlti marcado pelo árbitro Joel Ferreira Martins e que o próprio Kanela converteu.

O Operário ainda teve um gol anulado, quando o goleiro Val tentou sair driblando e perdeu a bola. Palhinha roubou e tocou para Kanela marcar, mas o atacante vindo do Pato Branco estava impedido.

Ao fim da partida, Amiltom Oliveira destacou que para um primeiro teste o desempenho foi bom, mas observou que muitas coisas precisam melhorar. “Tivemos problemas de posicionamento em todos os setores, mas dentro das condições do gramado e do contexto, foi um bom teste e vamos seguir trabalhando”, sentenciou.

O coordenador-técnico do clube, Jair Pereira, declarou que é preciso precaução e não tirar conclusões precipitadas apenas a partir de um jogo. “Fizemos algumas avalivações, mas não é coerente concluir com apenas um teste. Sabemos que o time precisa de alguns reforços e estamos conversando”, afirmou.

A equipe foi a campo com Ivan (Felipe), Bruno (André), Vinícius, Tinoco (Valtinho) e Gilson. Zé Leandro (Serginho Paulista), Cambará (Lucas), Grilo e Rilber (Kanela). Palhinha e Hevandro (Robert).

O Operário volta a campo na terça-feira, também no estádio Hilário Horning, para enfrentar um combinado local.

Por Vitor Hugo Gonçalves (Net Esporte Clube – 19/12/2010).

Os comentários estão encerrados.