Fantasma joga mal, passa longe da vaga e ainda leva goleada do Madureira. Equipe do Rio de Janeiro garante classificação à Série C de 2010

A missão que já era difícil ficou ainda mais complicada quando a bola rolou. O Operário precisava ganhar por três gols de diferença, mas logo aos cinco minutos, Maciel já marcava o primeiro dos seis gols do Madureira na partida. Não demorou muito para Hiroshi fazer o segundo, e Rodrigo, de pênalti, o terceiro.

A goleada foi construída, mais uma vez, pelo contra-ataque e falhas coletivas do setor defensivo do Operário. Neste momento, o Fantasma já precisava fazer cinco gols para se classificar. Péricles diminuiu a favor da equipe de Vila Oficinas. Mas a empolgação acabou logo em seguida.

O atacante, Hiroshi, fez o segundo dele na partida e o quarto do Madureira. Pessanha e Maciel fizeram mais dois gols para a equipe do Rio de Janeiro. O Operário ainda descontou com atacante Baiano.

Com o resultado, a equipe do Rio de Janeiro gora joga as semi-finais da Série D e já está garantido no brasileiro da Série C em 2011.

Depois do jogo, o gestor do Operário, Dorli Michels, disse a reportagem da rádio Santana que a derrota em Ponta Grossa prejudicou as prentesões de classificação.

“Se nós tivéssemos feito nosso trabalho em casa, poderíamos ter uma chance. Mas temos que analisar de duas formas. O campeonato inteiro foi bom, e isso fica de consolo. Apenas nos dois últimos jogos fomos mal. Agora vamos começar a preparação para o Paranaense 2010 para podermos jogar a série D novamente”.

Para o gerente, Marcelo Sfeir, falta melhor estrutura para o Operário. “Se os empresários querem um futebol forte, precisa de mais investimento. O problema do Operário é fora de campo. Temos patrocinadores que nos ajudaram, agradeço a eles, mas precisamos de mais apoio”. Marcelo ainda enfatizou que “o campeonato acabou, mas o trabalho não”.

Por Emmanuel Fornazari (Net Esporte Clube – 16/10/2010).

Uma resposta a Net Esporte Clube: Operário sofre goleada e está fora da Série D

  • Cacá Fantasma disse:

    Não podemos deixar de enaltecer o trabalho realizado, que nos deixou esperançosos e orgulhosos pelos jogos realizados pela equipe. Mas temos que cair na realidade de que a série C é para equipes estruturadas e não para aquelas que ainda percorrem mais 1000 km de ônibus; que não estipulam premiação para a classificação e que não possuem jogadores de reposição do mesmo nível técnico dos titulares. Fomos até longe demais. Mas não! A torcida não merecia passar por essa vergonha. Levar 10 gols em dois jogos não é para equipe que mereça ascensão. Vamos continuar torcendo, principalmente para que no estadual os investimentos venham pois os jogadores, assim como nós, também querem a independência financeira e futebol, para eles, é negócio; para nós é paixão; para os dirigentes tem que ser as duas coisas e pior, ao mesmo tempo.