Foto: Diego Zanuto segue como um dos destaques na campanha do Fantasma

Diego Zanuto segue como um dos destaques na campanha do Fantasma

fantasma encara hoje o Oeste e precisa da vitória com o apoio da torcida para depender de seus resultados para garantir vaga

Começa hoje o returno da fase de classificação do Campeonato Brasileiro da Série D e para o Operário Ferroviário o jogo é mais uma decisão. A partida contra o Oeste, time de Itápolis, no interior de São Paulo, é vista como fundamental para as pretensões do Fantasma na briga por uma das duas vagas no grupo para a próxima etapa da competição. Uma vitória – no Estádio Germano Krüger – deixa o Fantasma em situação mais confortável, já que decidiria sua classificação contra o São José-RS, na última rodada, também em Ponta Grossa.

E com a possibilidade de jogar duas em casa nesta reta final do torneio, o time ponta-grossense aposta também no fator torcida para conseguir os resultados positivos. No único jogo realizado em Ponta Grossa até agora cerca de 3 mil pessoas estiveram presentes e para hoje a expectativa é de que o público seja até o dobro disso.

Na matemática do Fantasma, 10 pontos é o necessário para carimbar a vaga e nesse projeto o ponto conquistado no último fim de semana contra o próprio Oeste, em Itápolis, foi fundamental para esses cálculos. Ainda que esteja na lanterna do grupo, os jogos em Ponta Grossa são o diferencial do alvinegro, que mesmo em caso de derrota para o Joinville – líder e apontado como favorito a ficar com uma das vagas – na rodada seguinte em Santa Catarina a decisão ficaria para a rodada final com o jogo em Ponta Grossa contra os gaúchos do grupo. “O trabalho está dentro do planejamento e a nossa meta é vencer sempre os jogos em casa e tentar pontos fora. O ponto contra o Oeste foi muito importante porque com as vitórias em Ponta Grossa podemos chegar aos 10 pontos, que seria o suficiente para a classificação”, avalia o integrante do grupo gestor do departamento de futebol do Operário, Dorli Michels.

Tranquilidade é fundamental para a vitória
Passada a ansiedade de estrear em casa, o time do Operário agora aposta na tranquilidade e principalmente no trabalho realizado durante a semana para garantir os três pontos neste domingo. Para o técnico Caçapa chegou a hora de mostrar um bom futebol, contar com a presença da torcida, pressionar o adversário e concluir em gol as oportunidades criadas.

“Vamos jogar em cima e buscar o resultado. O grupo está tranquilo e temos que vencer para dar mais tranqüilidade”, diz Caçapa, que reforçou durante a semana a necessidade de não cometer os mesmos erros registrados na vitória sobre o Joinville, quando o time fez o gol e recuou – sendo assim pressionado na maior parte do jogo.

Para o volante Dario, que retorna ao time depois de sentir uma lesão que o tirou das três primeiras partidas, a força do grupo e o trabalho do treinador são fundamentais para a conquista dos resultados até agora. “Ansiedade a gente sempre tem, mas busco a tranquilidade até pela confiança que os demais companheiros me passam e também ao Caçapa que deu essa oportunidade. É jogar com tranquilidade e com essa torcida do nosso lado vamos para ganhar”, finaliza.

Por Alexandre Costa (JMNews – 8/08/2010).

Os comentários estão encerrados.