20100521-iurk-jmnews

Com a tabela em mãos, adversários definidos e muito trabalho pela frente, o Operário Ferroviário inicia o planejamento para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Os gestores vão retomar as conversas com os atletas que já tinham acerto verbal com o clube e pretendem assinar as primeiras renovações de contratos na semana que vem. E o torcedor do Fantasma deverá ver em campo uma equipe pouco modificada em relação ao fim do Campeonato Paranaense 2010.

Na comissão técnica, poucas alterações por enquanto. o técnico Caçapa está confirmado. A principal novidade a ser confirmadas nos próximos é a contratação de um reforço, mas não para a defesa ou o ataque do time de Vila Oficinas. Quem deve receber um novo integrante é o Grupo Gestor. Dorly Michels e Franco Menezes se reuniram ontem pela manhã com um possível investidor, interessado em compor o grupo de gerencia o futebol em Vila Oficinas.

O presidente do Operário Ferroviário, Carlos Roberto Iurk, demonstrou confiança em uma boa campanha do clube na Série D, mesmo com o grupo difícil. “Não tem muita escapatória, muito o que escolher. Se escapasse de uma pedreira, cairia em outra”, avalia o presidente. Iurk acredita que o essencial é montar um grupo focado no objetivo de levar o grupo à frente na competição e buscar o acesso para a Série C. “É possível montar um elenco forte, mas sem fazer loucuras. Desde que os jogadores contratados estejam fechados com o objetivo de levar o clube adiante. Aí o clube tem chances de chegar bem e os jogadores têm emprego até novembro”, garante.

Por enquanto, a base do Operário para a disputa da Série D tem o goleiro Osmar, o lateral-direito Cassiano, os zagueiros Leonardo e Delazzari, os volantes Serginho Paulista e Dário e o meia Davi Ceará. O atacante França, que jogou pouco no estadual, tem contrato com o Fantasma até 31 de dezembro e pode ser utilizado.

Do grupo do Fantasma, apenas o Joinville está em atividade. A equipe lidera o Grupo “B” da Copa Santa Catarina e já garantiu a vaga para a próxima fase da competição. O São José, de Porto Alegre, desmontou o elenco depois da disputa do Gaúcho, assim como o Oeste, de Itápolis, que desfez o time depois da boa campanha no Paulistão.

Brito pode ser o principal reforço
Mesmo antes das confirmações de datas da Série D, o Operário Ferroviário seguia trabalhando nos bastidores e conversando com os jogadores. Além dos acertos verbais com parte dos atletas do elenco que defendeu o clube no Paranaense 2010, outros jogadores foram sondados. O meia Brito, destaque do Foz do Iguaçu na Divisão de Acesso, foi convidado pelo técnico Caçapa e aceitou o convite para a disputa da Série D. No entanto, com a coincidência de datas entre a reta final da Segundona e o início da Quarta Divisão, a transferência vai depender da liberação da diretoria do Foz.

Por Vitor Hugo Gonçalves (JMnews – 21/05/2010).

Os comentários estão encerrados.