Negociações continuam, mas últimos reforços do Fantasma só devem chegar em 2011 em Ponta Grossa; Comissão técnica reforça treinamentos para estar bem na estreia

De volta para casa depois da pré-temporada em Reserva, mas ainda longe do Estádio Germano Krüger por conta da recuperação do gramado, o Operário está treinando em Ponta Grossa em campos alternativos, como o do Estádio América – onde foram realizados os trabalhos na tarde de ontem. Com as ações focando ainda o reforço da preparação física e as primeiras tentativas de avaliação da parte técnica e tática, o treinador Amilton Oliveira espera por reforços. E por conta do pouco tempo até a estreia – dia 16 de janeiro contra o Coritiba – ele quer jogadores de referência e que tenham condições – se preciso – de virem para atuar como titulares.

Foto: Jogadores fizeram ontem trabalho físico no campo do América

Jogadores fizeram ontem trabalho físico no campo do América

Hoje, segundo o próprio treinador, é preciso a vinda de mais dois atletas para compor as laterais – que na esquerda já tem Gilson e Lisa pela direita –, mais dois zagueiros, além de um meio de campo e um atacante. “Agora foi finalizado o processo de avaliação, até por conta do nosso pouco tempo. É preciso vir um cara que já tenha referência, aquele jogador com mais experiência porque agora no começo do campeonato serão oito rodadas com jogos quarta e domingo e com certeza poderemos enfrentar problemas por contusão ou cartão”, analisa o treinador do Operário ao acompanhar o trabalho comandado pelo preparador físico. Os goleiros fizeram um trabalho em separado na cancha de areia do ‘Germano Krüger’.

A previsão, segundo o gestor Dorli Michels, é de que os últimos reforços só cheguem após as festas de fim de ano, já em 2011, para ‘fechar’ o elenco para a disputa do Campeonato Paranaense.

Por Alexandre Costa (JMNews – 28/12/2010).

Os comentários estão encerrados.