Operário quer mais três jogadores, no mínimo, para a segunda fase do Brasileiro da Série D; primeiro confronto na fase mata-mata será contra o Metropolitano-SC

Com a vitória sobre o São José por 1 a 0 e o aproveitamento de 100% no Estádio Germano Krüger, o Operário confirmou a vaga na segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D. Agora, com esse retrospecto e o apoio da torcida, o grupo gestor inicia a disputa por reforços para a sequência da competição e o atacante Baiano é um dos principais nomes na lista. O próximo desafio, agora na fase mata-mata, será contra o Metropolitano, de Blumenau, Santa Catarina, que deixou o Iraty em segundo lugar no grupo.

Foto: Após o fim do jogo contra o São José, jogadores e comissão técnica foram comemorar com a torcida

Após o fim do jogo contra o São José, jogadores e comissão técnica foram comemorar com a torcida

Se o jogo não foi dos melhores tecnicamente – até mesmo pelo estado do gramado -, a vitória veio e foi suficiente para garantir a terceira vitória em casa. Ainda que com o placar mínimo, o treinador Pedro Caçapa destaca a importância dos três pontos e do objetivo maior que era ficar com umas das vagas ser atingido. “Aqui em casa tem que ganhar. Eu digo que em casa tem que vencer de qualquer jeito. Aqui pode vir a seleção brasileira que temos que ganhar, de qualquer forma”, disse o técnico durante a entrevista coletiva ainda no Estádio Germano Krüger.

Depois do jogo, em entrevista para as emissoras de rádio, o gestor Dorli Michels confirmou a intenção e a necessidade de se reforçar o elenco. E alguns nomes de destaque estão na lista do Operário, que já iniciou as negociações com os atletas. Entre os mais cotados estão o atacante Baiano e o meia Edson Grilo, que ajudaram o Arapongas a subir para a 1ª Divisão do Paranaense. Também estão sendo sondados Safira, meio de campo bastante habilidoso, e o lateral esquerdo Rogerinho, ambos do campeão do Acesso, o Roma de Apucarana. O lateral esquerdo Samuel, o Samuca, que é de Ponta Grossa, também estaria entre as opções. A previsão é de que, no mínimo, três atletas sejam contratados – sendo um lateral esquerdo, um meia e um atacante.

A previsão é de que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirme os primeiros confrontos para o dia 5 de setembro, com uma folga na tabela para os clubes. Pelas campanhas, o Operário faz o primeiro jogo em Ponta Grossa e decide a classificação em Santa Catarina. De acordo com o regulamento, na terceira fase – onde o Operário se classificado pegaria o vencedor de Joinville e Iraty – o mando será definido através de sorteio.

Por Alexandre Costa (JMNews – 24/08/2010).

Os comentários estão encerrados.