Clube foi julgado pela escalação irregular do jogador Wesley na primeira fase

O Madureira disputará a Série C do Campeonato Brasileiro em 2011. Nesta quinta-feira, dia 28 de outubro, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) manteve a absolvição do clube carioca por conta da acusação de escalação irregular do jogador Wesley na primeira fase da Quarta Divisão da competição nacional.

Com a decisão do STJD, o Madureira fará companhia a América/AM – que ainda pode ser eliminado da competição e dar vaga ao Joinville – Araguaína/TO, Guarany/CE, na Série C do ano que vem. O time amazonense será julgado nesta sexta-feira, também pela denúncia de escalação irregular.

O Madureira foi denunciado por escalação irregular – artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – porque Wesley atuou nas partidas contra Tupi/MG, Botafogo/SP e Cene/MS, ainda na primeira fase da Série D, sem que estivesse inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) e na Diretoria de Registro e Transferência (DRT). Em primeira instância, o jurídico do Madureira conseguiu a absolvição ao contestar que os documentos enviados pela CBF aconteceram fora do prazo e o processo sequer foi analisado no mérito.

O procurador-geral, Paulo Schmitt, durante o processo, disse que foi pego de surpresa com a primeira decisão sobre o caso, na sessão da Terceira Comissão Disciplinar, diante da preliminar de decadência aceita pelos auditores de primeira instância. Além disso, Schmitt cita a falta de documentos no processo, como o acórdão do voto que prevaleceu no primeiro julgamento.

Depois da palavra do procurador-geral, o advogado do operário se pronuncioiu com base nas palavras do procurador, ressaltando que a decadência não pode ser levada em conta nesse processo, “Senão não haverá mais jogador irregular nesse país”, encerrou.

O defensor do Madureira, Pedro Diniz, quando teve a palavra, frisou durante sua sustentação que a Procuradoria não entrou com o recurso no prazo correto, e que inclusive já tinha informado à diretoria do clube que o processo tinha transitado em julgado, antes de “ser surpreendido com o recurso da procuradoria”. Rebatendo a tese da procuradoria, Pedro Diniz também afirma que esse caso de preliminar de decadência não é inédito, e já ocorreu caso semelhante em 2009.

Em campo, o Madureira foi eliminado pelo América/AM nas semifinais. Depois de ter vencido o primeiro jogo, fora de casa, por 2 a 1, o Tricolor Suburbano perdeu por 2 a 0. A equipe amazonense espera o vencedor de Araguaína/TO e Guarany/CE para decidir o título.

Por Aline Pereira e Raphael Petersen (Justiça Desportiva Notícias – 28/10/2010).

Os comentários estão encerrados.