Ainda que a única movimentação no Germano Krüger atualmente seja de funcionários fazendo reparos no gramado, a semana em Vila Oficinas será bastante agitada. Em menos de cinco dias o clube irá conviver com uma eleição, a primeira em muitos anos com oposição, uma vistoria da Federação Paranaense de Futebol (FPF) que promete ser rigorosa, podendo deixar o estádio de Ponta Grossa fora das primeiras rodadas do Paranaense do ano que vem, e no intervalo disso tudo, a montagem do elenco para o Estadual.

No sábado, o clube realiza a eleição que irá definir o presidente que estará à frente durante o Centenário. A chapa vencedora terá um mandato de dois anos, o que significa presença à frente do clube em 2012, quando o Operário completa cem anos.

Foto: CONCORRÊNCIA Amadeu dos Santos lançou candidatura à presidência do Operário

CONCORRÊNCIA Amadeu dos Santos lançou candidatura à presidência do Operário

Se no início o pleito tinha apenas uma chapa, encabeçada pelo atual presidente, Carlos Roberto Iurk, que tenta seu terceiro mandato consecutivo, dias depois o empresário Marcos Zampieri anunciou sua candidatura, para em seguida, desistir. Entretanto, outra chapa, batizada de ‘União Renovação Centenária’, foi anunciada como oposição a Iurk, com Amadeu Santos concorrendo à presidência. Alguns anos atrás, Amadeu desempenhou a função de supervisor de futebol do Operário, em 2007, quando o deputado estadual Jocelito Canto esteve à frente do futebol profissional do clube. Na ocasião, a campanha alvinegra na Divisão de Acesso não foi das melhores, com o clube não passando da primeira fase da competição.

Um dia antes da escolha do presidente, o Operário irá receber a Comissão de Vistorias da FPF, que irá avaliar as condições do Germano Krüger para receber os jogos do Paranaense. Com a promessa de ser ainda mais rigorosa do que neste ano, quando vetou o estádio ponta-grossense, a Comissão já iniciou os trabalhos para o Estadual 2011. Na primeira praça visitada, o Fernando Charbud Farah, casa do Rio Branco de Paranaguá, o parecer foi negativo, e o estádio do litoral foi preliminarmente vetado, por falta de hidrantes. Hoje a FPF vistoria o Bom Jesus da Lapa, em Apucarana, o José Chiapin, em Arapongas, e o Waldemiro Wagner, em Paranavaí. A visita ao estádio ponta-grossense está marcada para às 13h30 de sexta-feira. No início deste ano, a FPF não liberou o Germano Krüger para a primeira rodada do Paranaense, o que obrigou o alvinegro a mandar sua primeira partida na primeira divisão, após 14 anos, no Eco-Estádio, em Curitiba.

Afastado desta movimentação, o elenco do Operário segue em Reserva, com uma pré-temporada sem um grupo completo de jogadores. O treinador Amilton Oliveira conta com um grupo de vinte atletas. As novidades ão os zagueiros Tinoco e André, o primeiro com passagem pelo futebol carioca, com maior destaque para o Olaria, além de Diogo Maurício, irmão de Diego Maurício, atacante do Flamengo, Felipe, também vindo das categorias de base do rubro-negro, e Lucas, do Botafogo. A diretoria promete seguir com as contratações durante a semana, com atenção especial para meio campistas e atacantes.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 8/12/2010).

Os comentários estão encerrados.