Fórmula definiu que Estadual do ano que vem será em turno e returno, com decisão entre os primeiros lugares

Todas as equipes da elite estadual passarão pelo Germano Krüger no ano que vem. A fórmula de disputa do Campeonato Paranaense foi definida, e pelo acordo entre os doze participantes, o Estadual será disputado em turno e returno.

A fórmula prevê todas as equipes jogando entre si, com jogos de ida e volta, e a final reunindo o primeiro colocado de cada turno. Com o acordo feito no pré arbitral, realizado na tarde de ontem, na sede da Federação Paranaense de Futebol, se confirma o desejo dos dirigentes do Operário e demais clubes do interior, que já haviam manifestado interesse de mais jogos fora da capital. A realização de mais partidas no Germano Krüger, sobretudo diante dos times da capital, podem significar um acréscimo, via borderôs, nas contas do clube ponta-grossense.

Foto: EM CASA Com a fórmula aprovada, Operário terá oportunidade de jogar contra todas as equipes do Paranaense diante de sua torcida

EM CASA Com a fórmula aprovada, Operário terá oportunidade de jogar contra todas as equipes do Paranaense diante de sua torcida

Além do turno e returno, a edição do ano que vem do Campeonato Paranaense ainda terá o título para o “Campeão do Interior”, que reunirá as duas melhores equipes fora da capital.

Estiveram no encontro representantes de todos os 12 clubes da primeira divisão: Coritiba, Atlético, Iraty, Paraná Clube, Operário, Cascavel, Paranavaí, Corinthians Paranaense, Cianorte, Rio Branco, Roma Apucarana e Arapongas. Agora, dia 15 de setembro, eles voltam a se reunir para definir os custos da competição, venda de transmissão e plano de marketing.

Para Dorli Michels, que esteve na reunião ao lado do mandatário Carlos Roberto Iurk representando o Operário, a fórmula aceita não foi a primeira opção. Os dirigentes alvinegro preferiam uma fórmula semelhante, mas que levasse às finais quatro equipes, e não apenas duas, entretanto, por falta mais datas, a proposta não se tornou viável. Ainda assim, a fórmula definida agradou ao clube ponta-grossense. “O ponto principal é que teremos um campeonato completo, com todos os times jogando aqui”, analisa Dorli. “Um campeonato nestes moldes exige um planejamento do começo ao fim, até o fim de maio, o que não poderia ocorrer este ano, por exemplo, se não se classificasse para a segunda fase. Com o turno e returno também se exige um elenco forte que possa aguentar até o fim”, completa o gestor de futebol do clube.

Com a fórmula definida, o Paranaense do ano que vem se livra, definitivamente, do “supermando”. O polêmico item do regulamento causou discórdia ainda na edição de 2009 do Estadual, e, por imposição do Estatuto do Torcedor, teve de ser mantido este ano.

A edição de 2011 do Estadual terá início no dia 23 de janeiro e encerra 15 de maio, sendo utilizadas 24 datas do calendário da CBF. A Federação Paranaense ainda não divulgou a tabela e data dos jogos.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 26/08/2010).

Os comentários estão encerrados.