Técnico do Operário tem time titular praticamente definido para a estreia na Série D, e equipe embarca hoje para Porto Alegre

A mudança da data da estreia do Operário Ferroviário na Série D do Campeonato Brasileiro não alterou os planos da equipe. Adiantada em um dia, de domingo para o próximo sábado, a primeira partida do clube ponta-grossense na competição nacional não intimida elenco e comissão técnica.

O discurso adotado em Vila Oficinas é quase uniforme: muita superação e ?pegada? diante de um adversário cujas características também não devem fugir muito disto. “Mudou um pouco nossa programação (a respeito da alteração da data), mas a gente já está pronto, fizemos uma ótima pré-temporada e agora vamos aproveitar os últimos dia para arrumar alguns detalhes”, explica o técnico Caçapa, que ontem trabalhou bolas paradas e jogadas de contra-ataque.

Foto: ESTREIA Atacante Eduardo Rato deverá ser titular no sábado e fará primeira partida com a camisa do Operário

Hoje a equipe deve fazer um último treino e em seguida embarcar para Porto Alegre. O treinador já tem praticamente definido o time titular que irá enfrentar o São José, às 15h30 de sábado. A defesa deve ser formada por uma linha de quatro, já conhecida e que atuou nos últimos confrontos do Paranaense, com Cassiano, Leonardo, Rodrigo De Lazzari e Gilson. Já o meio de campo, alvo de muitas mudanças ao longo da preparação alvinegra, deverá ter Diego Zanuto como volante e tendo Cambará e Rilber como meias mais recuados, enquanto que Danielzinho faz a função de meia. O ataque deve ser formado por Edenílson e Eduardo Rato.

O segundo atacante, inclusive, fará no sábado a primeira partida com a camisa alvinegra. Com passagens pelo Atlético-PR, Iraty, Londrina e Corinthians-PR, ele acredita que o estilo de jogo adotado pelos adversários não deve ser problema. “Atuei muito tempo no futebol paranaense, e aqui também é de muita pegada, muita força, não acho que isso vá fazer diferença”, analisa.

Caçapa também acredita em um jogo de estreia mais truncado, devido às características de times gaúchos, mas crê em igualdade entre Operário e São José. “Nosso jogo também é de muita pegada e marcação, a gente conhece a escola do Rio Grande de Sul, a maneira como eles jogam, mas temos jogadores experientes, que são novos mas bastante rodados”, analisa o técnico.

Ontem a CBF divulgou a escala de árbitros da primeira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Apita o confronto do alvinegro no estádio Passos D?Areia André Luis Paes Ramos, auxiliado por Francisco Pereira de Sousa e Michel Correia, todos do Rio de Janeiro.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 15/07/2010).

Os comentários estão encerrados.