Com o peso extra de serem aquelas que irão definir os nomes que estarão à frente do clube em seu centenário, as eleições do Operário Ferroviário tem datas definidas. Amanhã acontece a escolha do Conselho Deliberativo e na próxima semana, no dia 11, tem a parte mais importante do pleito, com a escolha do Conselho Diretor, que inclui o nome do presidente do clube. A chapa vencedora em Vila Oficinas terá mandato de dois anos e consequentemente, estará à frente do Operário em 2012, quando o clube completará cem anos de existência. Oficialmente, há apenas um candidato registrado para concorrer ao cargo máximo no Operário, Carlos Roberto Iurk, que busca seu terceiro mandato consecutivo.

Foto: DESAFIO Presidente eleito do Operário terá a missão de administrar o clube em seu centenário e lidar com um estádio necessitando de reformas

DESAFIO Presidente eleito do Operário terá a missão de administrar o clube em seu centenário e lidar com um estádio necessitando de reformas

Para concorrer às eleições do clube, as inscrições devem ser feitas até seis dias antes da data de votação, além de ter de obedecer a algumas obrigações do estatuto do clube, com o ser sócio patrimonial. Já na votação, podem participar apenas sócios, patrimoniais e contribuintes, com mais de um ano de participação no clube. Estima-se que dos mais de 600 sócios do Operário, cerca de 450 estariam aptos a participar das eleições. Entretanto, o índice de participação não deverá passar de 200 votos.

Além de ser o mandatário maior no centenário alvinegro, o presidente eleito do Operário terá de acompanhar a condução terceirizada do futebol profissional do clube. Firmada em 2007 e renovada no ano passado, a parceria entre Operário e grupo gestor, hoje reduzida à figura de Dorli Michels, é garantida por contrato e só pode ser rompida mediante pagamento de multa. O presidente eleito alvinegro também terá em mãos um clube com um estádio em condições limitadas e com necessidade de reformas.

O futebol profissional e o Germano Krüger são justamente os focos das propostas de Iurk. “A nossa grande preocupação para 2011 é acompanhar o grupo gestor na montagem de um time forte, buscando a vaga na Série D, e também projetos para melhoria de alguns setores do nosso estádio. Claro que são pontuais, mas são necessidades para acolher melhor os nossos torcedores”, promete o presidente. “É uma eleição importantíssima, com este fator histórico de eleger a diretoria que estará no Operário em seu centenário. Então é importante que os sócios compareçam e participem da votação”, conclama Iurk.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 5/10/2010).

Uma resposta a DCMais: Operário inicia definição de “mandato centenário”

  • Gabriel disse:

    Vamos torcer para o Operário Ferroviário em 2011, para montar um time jovem, decente, para disputar pela taça do Paranaense 2011.