Diretoria do clube tem planejamento para Paranaense de 2011, caso vaga na 2ª fase da Série D não vingue

A direção do Operário já começa a planejar os próximos passos do clube caso a equipe aborte sua participação na Série D do Campeonato Brasileiro no próximo domingo. “Nosso planejamento é classificar e vamos batalhar muito para isso, mas existe a possibilidade de a vaga não vir. Neste caso, temos muitos jogadores com contrato até maio do ano que vem e alguns até novembro do próximo ano. Não vindo a vaga para a segunda fase seria dispensados e retornariam em dezembro, para o início da pré-temporada”, informa Dorli Michels, dirigente do Operário.

Foto: MANTÉM A BASE Operário deve manter boa parte do elenco que disputa a Série D no Paranaense do ano que vem

MANTÉM A BASE Operário deve manter boa parte do elenco que disputa a Série D no Paranaense do ano que vem

A diretoria do clube ponta-grossense já tem traçado o planejamento para o Campeonato Estadual do ano que vem, ainda que ele dependa do desempenho da equipe na competição que atualmente disputa. “Nosso primeiro planejamento é de começar a pré-temporada no dia 1º de dezembro, mas é claro que se nós formos avançando na Série D, teremos que mudar de data. Tomara que sejamos obrigado a fazer isto”, diz Dorli, se referindo à torcida para que o Operário avance até às finais da quarta divisão.

Caso as expectativas de dirigente e torcida se confirmem, o clube deve efetuar novas contratações para a Série D. Dorli Michels afirma que pelo menos um meia e um atacante, além de um lateral-esquerdo. “Temos em mente contratações para estas posições e até mesmo já contatamos algumas pessoas, e caso a vaga na segunda fase venha a se confirmar, devem ser contratadas, até porque na lateral, o Gilson deve ficar sem jogar durante um bom tempo”, analisa o dirigente.

Para se manter vivo na Série D nacional, o alvinegro precisa vencer seu último compromisso na primeira fase da competição, no domingo. Somente uma vitória diante do São José, às 16 horas, no Germano Krüger, classifica a equipe ponta-grossense para a fase seguinte da quarta divisão. O lateral-esquerdo se contundiu na partida contra o Oeste, ainda no primeiro turno e desde então Péricles vem fazendo a função de ala. Quanto ao meio de campo, Caçapa vem encontrando problemas no setor, sendo obrigado a escalar Danielzinho como meia de armação, de forma improvisada.

A expectativa é por um público em número significativo, a direção expressou o desejo de ver cerca de cinco mil pagantes no estádio no domingo. A carga máxima de ingressos, oito mil entradas, deve começar a ser vendida hoje.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 20/08/2010).

Os comentários estão encerrados.