Sem marcar gols fora de casa na Série D do Campeonato Brasileiro, Operário ainda terá de enfrentar na segunda fase Metropolitano, adversário com bom retrospecto como visitante

No Operário, ataque e defesa não vivem em sintonia na Série D do Campeonato Brasileiro. Enquanto a defesa alvinegra ostenta uma das melhores defesas da competição, o ataque do clube ponta-grossense é o menos produtivo dos 20 times que sobrevivem na quarta divisão.

Nos seis jogos na primeira fase o alvinegro marcou apenas três gols, todos, nas vitórias por 1 a 0, jogando em casa. Em contrapartida, a defesa do alvinegro é, ao lado do Santa Cruz, a melhor da quarta divisão nacional, com três gols sofridos.

Foto: RETAGUARDA Com capitão Rodrigo De Lazzari, melhor defesa da Série D do Campeonato Brasileiro se transforma em trunfo do Operário

RETAGUARDA Com capitão Rodrigo De Lazzari, melhor defesa da Série D do Campeonato Brasileiro se transforma em trunfo do Operário

Ao projetar estes números para a fase seguinte, o alvinegro ponta-grossense pode enfrentar problemas se quiser se classificar para a terceira fase da competição nacional, levando em conta que um dos critérios de desempates nesta fase é o número de gols marcado na casa do adversário. Se por um lado jogando no Germano Krüger o alvinegro não sofreu gols, o próximo adversário marcou cinco gols ? dos nove que anotou na primeira fase ? atuando como visitante. Atuando contra o Iraty, por exemplo, o Metropolitano empatou em 3 a 3 no Emílio Gomes. Ainda como visitante o time de Blumenau obteve uma vitória contra o Marcílio Dias, por 2 a 0.

Já atuando no Estádio do Sesi, onde mandou seus jogos na primeira fase e deverá receber o Operário na partida de ida do mata-mata, o Metropolitano sofreu apenas um gol, no empate com o Marcílio dias, na última rodada da primeira fase.

Outro dado a respeito da equipe de Blumenau é sua média de público, de pouco mais de 1500 espectadores, inferior aos público registrados no Germano Krüger, que apesar de relativamente baixos ? sobretudo se comparado aos borderôs registrados no Paranaense deste ano e na Divisão de Acesso no ano passado ? ainda estiveram na casa de 2500 torcedores por partida.

Se a expectativa dos dirigentes do clube alvinegro de aumento de público na fase decisiva média de público se confirmarem, ou ainda que a média de público das partidas anteriores se repita no Germano Krüger, o Metropolitano deverá ter pela frente o maior público adversário que viu na Série D. Na fase inicial da competição, o maior público registrado nas partidas em que o Metropolitano foi visitante ocorreu no confronto contra o Pelotas, quando pouco mais de 1700 viram a vitória do time gaúcho por 1 a 0.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 28/08/2010).

Os comentários estão encerrados.