Rodrigo De Lazzari irá desfalcar o Operário no confronto de volta contra o Blumenau e Caçapa terá de mudar a defesa pela sétima vez na Série D

O técnico do Operário será obrigado a escalar a sétima formação defensiva na Série D do Campeonato Brasileiro. O zagueiro e capitão Rodrigo De Lazzari sofreu uma lesão na costela e desfalca a equipe no jogo de volta da segunda fase do Nacional, no próximo domingo.

Com isso, a tendência é que Caçapa escale Leonardo – que ficou afastado dor mais de um mês e que retornou nos minutos finais do jogo do último domingo – e Fabiano, titular na vitória no Germano Krüger.

Foto: MEXE Para partida em Blumenau Caçapa terá de modificar mais uma vez o setor defensivo do Operário

MEXE Para partida em Blumenau Caçapa terá de modificar mais uma vez o setor defensivo do Operário

Por opção, o forçado por suspensões e lesões, Caçapa já usou seis formações defensivas em sete jogos. Apenas nas duas primeiras rodadas, com Cassiano, De Lazzari, Leonardo e Gilson, o treinador conseguiu repetir a escalação defensiva. Contra o Oeste, em Itápolis, Caçapa utilizou uma linha com três zagueiros (Leonardo, De Lazzari e Fabiano), na única vez que o alvinegro não foi vazado atuando como visitante. No outro confronto contra o Oeste, Caçapa até conseguiu repetir a dupla de zagueiros tida como titular, Leonardo e De Lazzari, entretanto, com Gilson lesionado, foi obrigado a escalar Péricles na lateral. Entretanto, foi nesta partida que Leonardo se lesionou e sendo substituído por Fabiano, que no duelo contra o Joinville foi expulso, obrigando Caçapa a escalar Vinícius na última rodada da primeira fase. A mais recente formação defensiva ocorreu no confronto contra o Metropolitano, quando De Lazzari e Fabiano formaram a dupla de zaga, e ainda tiveram a companhia do estreante Rogerinho.

Mais uma experiência na defesa ocorre justamente em um momento em que o setor é um dos principais trunfos para que o clube ponta-grossense avance na Série D. Com a vitória por 1 a 0 em casa, o Operário pode empatar em Blumenau, diante o Metropolitano, que estará classificado para a terceira fase da competição. Já se o time ponta-grossense fizer um gol no jogo de volta, o Metropolitano terá de vencer por dois gols de diferença para se classificar.

Curiosamente, as constantes mudanças na defesa não implicaram em problemas para a equipe de Vila Oficinas. O setor defensivo do Operário tem o melhor desempenho da Série D, tendo sido vazado penas três vezes.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 9/09/2010).

Os comentários estão encerrados.