Treinador definiu ontem time que encara o Oeste amanhã, fora de casa, pela 3ª rodada da Série D

O Operário está pronto para o duelo de amanhã, contra o Oeste, em Itápolis, pela terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Na tarde de ontem o técnico Caçapa comandou o último treino coletivo antes da equipe alvinegra embarcar a para o interior paulista. O alvinegro encara o Oeste às 19h30, no estádio dos Amaros.

Para a partida de amanhã, o treinador foi forçado a mexer na equipe. Sem Rilber, lesionado, Caçapa optou por abandonar a linha defensiva com quatro jogadores e irá adotar o esquema 3-5-2. O trio de zagueiros será formado por Leonardo, Rodrigo De Lazzari e Fabiano. No meio de campo, Cambará e Diego Zanuto, juntamente com Danielzinho na armação, terão a companhia de Cassiano e Gilson nas alas. O ataque será formado por Edenílson e Tardeli.

Foto: NOVIDADE Fabiano irá compor o trio de zagueiros do Operário amanhã, contra o Oeste, em Itápolis

Para o treinador, o esquema não é o ideal, mas a ausência de Rilber o forçou a optar pelo trio de zagueiros. “Não é o esquema que eu gosto e que a equipe vinha treinando. Mas por necessidade vamos ter que adotar e a equipe se comportou bem desta forma. O Fabiano sai bem pelo lado esquerdo e também se torna uma opção”, analisa o técnico.

Para o volante Diego Zanuto, o novo esquema favorece o setor defensivo, peça que o jogador acredita ser fundamental amanhã. “Os três zagueiros favorecem a marcação e a equipe ganha força lá trás, e ao mesmo tempo libera os laterais para o jogo”, analisa o atleta, que vê uma equipe mais ?solta? após a vitória, e acredita em um fim de semana decisivo para o grupo A9. “Acabou aquela ansiedade para sair o gol, para as coisas darem certo, e o time está mais solto. Acho que destes dois confrontos desta rodada irão definir os classificados, quem conseguir arrancar pontos fora de casa vai encaminhar a classificação”.

Durante a semana Caçapa ensaiou o retorno do volante Dario, entretanto, o jogador, que se recupera de lesão, ainda apresenta falta de ritmo e não deve ficar nem no banco. “O Dario está bem fisicamente e é um ótimo jogador, mas ainda não tem condições de encarar uma partida dura como essa, falta de ritmo de jogo ainda”, explica. Outro jogador testado por Caçapa foi Léo Gazolla, entretanto, o atacante deve ficar como opção para o segundo tempo.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 30/07/2010).

Os comentários estão encerrados.