No penúltimo treino antes da partida de volta pelas quartas de final da Série D do Campeonato Brasileiro, o técnico do Operário confirmou uma escalação ofensiva, na tentativa de reverter a derrota por 4 a 2 sofrida em casa no último domingo.

Para a partida de sábado, Caçapa optou por um esquema com três atacantes. No treino de ontem, o técnico definiu a equipe que vai a Conselheiro Galvão travar uma difícil briga por uma vaga na Série C do ano que vem.

Foto: OFENSIVO Operário terá três atacantes para jogo decisivo no sábado

OFENSIVO Operário terá três atacantes para jogo decisivo no sábado

O alvinegro começará jogando no 4-3-3, com Ícaro, autor dos dois gols da derrota no Germano Krüger, Baiano e Edenílson. Outra mudança é a entrada de Dario no meio de campo. Diego Zanuto, e Rodrigo de Lazzari, que cumpre suspensão, ficam de fora. Com isso, o Operário deve começar jogando com Ivan, Cassiano, Leonardo, Fabiano e Rogerinho; Dario, Cambará e Edson Grilo; Baiano Ícaro e Edenílson.

“É um time bastante ofensivo, mas com um cuidado na defesa, já que não podemos sofrer gols. Com essa formação eu monto um quadrado no meio de campo, e fico com um jogado a mais no setor, já que o Madureira joga no 3-5-2”, analisou Caçapa. “Com a entrada do Dario, que é um jogador que tem boa saída, acredito que o time vai ganhar muito”, complementa o treinador.

Para ficar com a vaga nas semifinais e na Série C do Campeonato Brasileiro do ano que vem, o Operário precisa vencer o Madureira no sábado, no Rio de Janeiro, por uma diferença de três gols. Caso vença por 4 a 2, a decisão irá para os pênaltis, e se marcar mais de cinco gols, se classifica com uma vitória por 2 gols de diferença.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 14/10/2010).

Os comentários estão encerrados.